You Are Here: Home - Noticias , Tecnologia - Detector de pedestres poderá cruzar seu caminho em breve

Redação do Site Inovação Tecnológica - 14/02/2012

De olho no pedestre

Pesquisadores alemães e espanhóis desenvolveram uma nova tecnologia de visão artificial para detectar pedestres.

O sistema, a ser instalado no interior dos automóveis, detecta os pedestres e calcula o risco de colisão, ou seja, o risco de que o carro onde está instalado o sistema atropele o pedestre.

"O novo sistema pode detectar pedestres de dentro do veículo usando câmeras no espectro visível, e faz isso inclusive à noite," afirma o Dr. David Fernández Llorca, da Universidade de Alcalá, na Espanha, um dos autores do projeto.

As câmeras no espectro visível a que o pesquisador se refere são câmeras digitais comuns, o que significa que o sistema como um todo é barato e já nasce miniaturizado.

A Honda já havia desenvolvido um sistema de detecção noturna de pedestres, usando câmeras de infravermelho. Já o projeto europeu Save-U criou um sistema para detecção de ciclistas, baseado em câmeras de infravermelho e radar.

Visão artificial estéreo densa

A grande novidade da nova técnica de visão artificial é o que os cientistas chamaram de "sistema estéreo denso".

O termo estéreo se refere à utilização de duas câmeras, distantes 30 centímetros uma da outra, montadas em uma estrutura única, logo abaixo do retrovisor interno.

Isto dá ao sistema a possibilidade de fazer cálculos de profundidade na imagem captada, avaliando a distância do carro até o pedestre, ou do pedestre que estiver na lateral da rua até a faixa de rolamento.

Já o termo denso refere-se à coleta de informações de todos os pontos que compõem as duas imagens capturadas, em tempo real - sistemas ditos não-densos usam os contornos ou os cantos dos objetos, de forma a otimizar o processamento.

Os sistemas de visão artificial estéreos densos permitem um reconhecimento mais preciso do ambiente, o que inclui não apenas pedestres, mas também buracos, estrutura do asfalto e até variações no contato entre o carro e a rodovia.

Segundo o grupo, a detecção de pedestres foi otimizada por um fator de 7,5 em comparação com os sistemas não-densos.

Objetos em movimento podem ser detectados em menos de 200 milissegundos.

Hardware dedicado

O algoritmo de visão artificial em tempo real é muito intensivo em processamento, o que exigiu o desenvolvimento de um hardware dedicado, baseado na tecnologia FPGA (Field Programmable Gate Array) - um sistema eletrônico com blocos lógicos que podem ser reconfigurados usando uma linguagem específica.

As imagens ressaltando os riscos detectados podem ser projetadas em uma tela dedicada, ou sobre a parte interna do pára-brisas.

A informação ao motorista também pode ser passada através de algum tipo de alarme visual ou sonoro, ou pode ser dirigida diretamente para o controle do carro, acionando os freios automaticamente.

A Mercedes-Benz ajudou a financiar o projeto, e anunciou que está avaliando as questões econômicas em um estudo para incluir a tecnologia em seus modelos mais luxuosos.

0 comentários

Leave a Reply

Template desenvolvido por The Simplex Design e modificado por It's Rock © 2012

Todas as imagens de filmes, séries e etc são marcas registradas dos seus respectivos proprietários